segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Breve análise dos resultados das autárquicas 2013


Terminada a contagem dos votos, observemos os resultados das autárquicas 2013 — câmaras municipais:

3.092 freguesias apuradas em 3.092 freguesias (2 votações não realizadas)



________________
PS
PSD
PCP
PSD/CDS
Grupo Cidadãos
PSD/CDS/outros
CDS
PSD/outros
BE
PCTP
PS/BE/outros
CDS/outros
Outros

EM BRANCO
NULOS
________________
Votantes
Abstenção
________________
Inscritos

Resultados 2013
_______________
1.810.744 votos
833.772 votos
552.506 votos
379.137 votos
344.566 votos
226.921 votos
151.828 votos
129.953 votos
120.914 votos
23.275 votos
23.259 votos
13.955 votos
43.886 votos

193.334 votos
147.124 votos
_______________
4.995.174 votos
4.502.230 votos
_______________
9.497.404 votos

%
__________
36,25%
16,69%
11,06%
7,59%
6,90%
4,54%
3,04%
2,61%
2,42%
0,47%
0,46%
0,28%
0,87%

3,87%
2,95%
__________
100,00%




Resultados 2009
_________________
2.084.382 votos
1.270.137 votos
539.694 votos
537.247 votos
226.111 votos
335.182 votos
171.049 votos

167.101 votos
14.275 votos


24.543 votos

94.983 votos
69.120 votos
_________________
5.533.824 votos
3.843.519 votos
_________________
9.377.343 votos

%
__________
37,67%
22,95%
9,75%
9,71%
4,09%
6,05%
3,09%

3,02%
0,26%


0,44%

1,72%
1,25%
__________
100,00%




Variação
__________
-1,42%
-6,26%
+1,31%
-2,12%
+2,81%
-1,51%
-0,05%
+2,61%
-0,60%
+0,21%
+0,46%
+0,28%
+0,43%

+2,15%
+1,70%
__________
0,00%





Todos os partidos políticos perdem dezenas ou mesmo centenas de milhar de votos, relativamente a 2009, exceptuando o PCP e alguns pequenos partidos.

Mas a única força que vê mais que duplicar a sua dimensão é o grupo dos votos brancos/nulos: recebem quase mais 4% de votantes, alcançando 6,8% dos votos, muito mais que o CDS e o BE juntos, rivalizando até com os Grupos de Cidadãos que são a quarta maior força eleitoral.

Os Grupos de Cidadãos ganham quase mais 3% dos votos, atingindo 6,9%, e mais 46 mandatos. É quem ganha mais mandatos nestas eleições autárquicas.
O vencedor da noite é o grupo encabeçado por Rui Moreira que ganha a câmara do Porto.

O PCP ganha mais de 1% de votos, conseguindo obter mais 39 mandatos, entre presidentes de câmara e vereadores. É o partido que mais aumenta a sua influência nestas eleições.

O PS perde cerca de 1% dos votos. Ganha mandatos ao PSD e perde para o PCP e para os Grupos de Cidadãos, mas consegue manter o mesmo número de mandatos de 2009. A coligação com o BE e pequenos partidos rende mais 6 mandatos.
O BE perde 0,6% dos votos e perde também a câmara de Salvaterra de Magos, a única câmara que tinha.

Embora o CDS praticamente não altere a sua votação individual, recebe mais 16 mandatos, passando de uma para cinco câmaras municipais. E as coligações rendem mais 5.
O PSD vê a sua votação individual diminuir 6% dos votos, perdendo 135 mandatos. No entanto, as suas coligações com outros partidos — CDS, MPT, PPM — rendem mais 32 mandatos. Perde influência para o CDS, para o PS, para os Grupos de Cidadãos e é o grande derrotado da noite.




Há, evidentemente, um claro voto de protesto através dos votos brancos/nulos.

Por outro lado, a enorme vitória de Rui Moreira, no Porto, é um sinal de que o eleitorado melhor informado procura fugir aos políticos e escolher candidatos competentes e íntegros.

Mas, globalmente, os eleitores não escolheram os governantes locais no respeito pelo princípio do mérito.
Tal como vem acontecendo desde 1989, o eleitorado usou as eleições autárquicas simplesmente para bater no partido/coligação do governo, dando a vitória ao maior partido da oposição.

O leitor pode confrontar estes resultados com os discursos dos líderes partidários:



30 Set, 2013, 00:08

O PSD tinha colocado como fasquia ganhar as eleições autárquicas conquistando, portanto, a maioria das câmaras municipais e isso não aconteceu. Pelo contrário, o PSD registou um dos piores resultados ao nível daqueles que em finais dos anos 80 e meados dos anos 90 alcançou também durante períodos de governação mais exigente”, afirmou Passos Coelho.



30 Set, 2013, 00:18

António José Seguro realçou que o PS obteve mais votos e mais câmaras municipais que o PSD e o CDS, portanto "nestas eleições há um vencedor, o PS, e há derrotados, os partidos do governo", e lembrou que o seu partido reconquistou a presidência da Associação dos Munícipios Portugueses. Também afirmou que nunca um partido teve tantas câmaras municipais, mas é falso: em 1985, o PSD obteve 149 câmaras.



29 Set, 2013, 23:19

Jerónimo de Sousa exigiu, mais uma vez, a demissão do Governo.



30 Set, 2013, 00:11

Paulo Portas considera que o partido voltou a ser relevante nas autarquias e recordou que o CDS apoiou, no Porto, um candidato independente porque dava a garantia de continuar o trabalho de Rui Rio.



30 Set, 2013, 11:12

O coordenador do Bloco de Esquerda, João Semedo, disse que não esperava a derrota na câmara de Salvaterra de Magos mas declarou que o Governo é o grande derrotado destas eleições autárquicas.


Sem comentários:

Enviar um comentário